Depoimentos

Cris, 28 anos. Jaraguá do Sul/SC

Prótese Transtibial com Sistema de Bomba de Vácuo Harmony e Pé de Fibra de Carbono.

“Já nasci sem a perna direita. Meu processo de reabilitação foi naturalmente tranqüilo, pois não tive a dor da perda. Na adolescência vieram os medos, a revolta, a vaidade. Desencadeou-se uma complicada depressão, ganho de mais de 30 kg e já não acreditava que pudesse fazer tudo que fazia antes. O medo de não andar e de nunca mais conseguir usa a prótese me acompanhava diariamente. Com a ajuda da empresa em que eu trabalhava, encontramos a Ortopédica Curitiba. Tive que confiar na equipe técnica e dar o meu melhor. Depois de três ou quatro meses, já estava andando novamente, até arriscava umas voltas de bicicleta. Para comemorar esse “renascimento”, programei uma viagem que sempre sonhei, conhecer a Cidade Perdida –  Machu Picchu. Foram inúmeros degraus de pedras irregulares e um dia de caminhada. Agora eu sei, tudo é possível.”